sexta-feira, 10 de julho de 2009


Se não existe vida romântica
Para que foi inventada?

Para que os Deuses zombem das nossas limitações

Para que nossas lágrimas tornem-se suor
Na jornada cotidiana

Para que os castelos de areia
Sejam brinquedos de crianças
Que tenham a terra
Como fruto de uma imaginação
Sem cortes
Sem Pausas

Somo românticos
Para que a razão não
Nos arranque o gosto
doce das nuvens.

2 comentários:

Ellen disse...

"O Romantismo foi um movimento artístico, político e filosófico surgido nas últimas décadas do século XVIII na Europa que perdurou por grande parte do século XIX. Caracterizou-se como uma visão de mundo contrária ao racionalismo que marcou o período neoclássico e buscou um nacionalismo que viria a consolidar os estados nacionais na Europa.
Inicialmente apenas uma atitude, um estado de espírito, o Romantismo toma mais tarde a forma de um movimento e o espírito romântico passa a designar toda uma visão de mundo centrada no indivíduo. Os autores românticos voltaram-se cada vez mais para si mesmos, retratando o drama humano, amores trágicos, ideais utópicos e desejos de escapismo. Se o século XVIII foi marcado pela objetividade, pelo Iluminismo e pela razão, o início do século XIX seria marcado pelo lirismo, pela subjetividade, pela emoção e pelo eu.
O termo romântico refere-se, assim, ao movimento estético ou, em um sentido mais lato, à tendência idealista ou poética de alguém que carece de sentido objetivo."

Se ser idealista me torna mais feliz, que seja um ideal, que seja ilusório, mas que continue me fazendo feliz.

Vernon Bitu disse...

"Acordo vestido de nunvem"
"da vidraça da janela um tubarão, minha casa é submersa"
Nosso romantismo é psicodélico
porque seu beijo é doce!!!

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria
Isso pra mim é viver!

Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Vou usar uma frase do Ferreira Gullar, que me define: " A vida sopra dentro de mim pânica, como a chama de um maçarico, e pode subitamente cessar ".