terça-feira, 14 de julho de 2009


Hoje eu vi a cara da felicidade.
Ela estava dividida em duas pessoinhas
Laura & Celina

Tão pequeninhas, alvinhas.
Mas não me pareceram indefesas.
Senti uma fortaleza dentro delas
Veio-me a vontade de chorar
E rir de soluçar

Senti o quão sou importante
Um pedaçinho de cada serzinho que ali estava
Em meus abraços
Eu embalei a paz
Inventei histórias
Enquanto a mãe puxava o leite
Eu esqueci que o mundo é cruel
Que existe Papai Noel
Que o coelhinho da páscoa
Vem em abril
Colorir os chocolates

Elas me deram um céu amarelo
Uma emoção que me fez parar
Descobri!
Que amar é sina
Missão
Dedicação
Amar é devoção!
É canção.

Laura & Celina
Vocês deram vida ao meu coração.

Já tô morrendo de saudades!

Ah, e precisam valorizar mais as Tias. Afinal, ser Tia é padecer no paraíso. :)

2 comentários:

Ellen disse...

E é? Achava que padecer no paraíso era ser mãe! Ai meu deeeeus! =P

Elas são lindas e fortes. E logo logo estarão em casa aperriando muuuuito e trazendo muito mais amor pro coração de todos vocês.


;] =*

Vernon Bitu disse...

Parecem com você = são lindas!!!

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria
Isso pra mim é viver!

Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Vou usar uma frase do Ferreira Gullar, que me define: " A vida sopra dentro de mim pânica, como a chama de um maçarico, e pode subitamente cessar ".