terça-feira, 14 de julho de 2009


Ela via homens
Pendurados no vento

Queria chegar mais perto
Subiu mais um andar

Vestido vermelho
Sapatinhos pretos
Balão vermelho
Na mão esquerda

Olhos de satisfação
O vento soprava
A sua face, pálida
Desceu os degraus
Quis olhá-los de baixo
Descobriu que todos podem voar

Soltou o balão
Voou mais alto que ele.

2 comentários:

Ellen disse...

"Vem andar e voa, vem andar e voa, vem andar e voa... Lá o tempo espera. Lá é primavera. Portas e Janelas ficam sempre abertas pra sorte entrar."

Voa, garota. ;]

Vernon Bitu disse...

Você é libertária e o que escreve se confunde com o que vive. Pode me levar desse mundo também????

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria
Isso pra mim é viver!

Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Vou usar uma frase do Ferreira Gullar, que me define: " A vida sopra dentro de mim pânica, como a chama de um maçarico, e pode subitamente cessar ".