segunda-feira, 13 de julho de 2009

O seu olhar deixa minha alma calma.




Uma das horas mais felizes do dia é quando meu celular toca, avisando que tem alguém me esperando, lá fora. Chego lá, desce do carro, um lindo menino, do cabelo da cor de tomate.

Os cabelos molhados, o perfume efusivo. As palavras te sorriem. Você sorri para as palavras.
Naqueles instantes, sinto-me como uma pipa no céu, a voar, voar.
Você me faz tão bem, sabia?
Até do meu “sabia”, você gosta!
Você preenche o vazio, antes mesmo de ele chegar.

Somos parecidos demais. Cada dia me surpreende com uma nova semelhança. Também na brabeza, vê se pode! Já entendi que política é um assunto tenso demais para compartilharmos.
Que quando tiver Vasco & Flamengo, teremos que assistir bem longe um do outro.

Que um tem que estar tranqüilo, quando o outro está ansioso, para podermos nos dar as mãos e deixar que o mundo gire, sem pressa.

Sabe o que eu acho lindo?
Quando você toca violão e eu canto com você. Você vai cantando, e eu vou pensando: Poxa, como ele sabe que eu gosto dessa música? E dessa?
Não, você não sabia que eu gostava, é que somos feitos dos mesmos acordes, da mesma nuvem em forma de balão.

Nada de borboletas no estômago, são piruetas de palhaços, em dias de espetáculo. Isso que você causa no meu coração, alma, cabeça.

Tenho plena consciência de que não estou vivendo um conto de fadas, nem um conto de fados. É uma realidade mágica, porque realidade desbotada está longe de fazer parte do nosso cotidiano.


É isso... Um pouco de flor, dor, amor. Sei que virão tempestades, incêndios, e dias de silêncio.
Logo depois, dias de sol, primaveras, conversas longas, músicas, poesias, vida!


O amor nunca cansa. É sempre dia de contá-lo, vive-lo.

Viu?

Até minha tpm passou. O meu remédio chama-se amor.

2 comentários:

Vernon Bitu disse...

Pulei o muro da sua casa, não roubei nada, mas você sim, robou minhas palavras. Sou mudo diante disso tudo, não sei o que dizer...
Não rimo, mas sinto e sinto muito e mesmo assim não me canso, porque afinal de contas: "O amor nunca cansa. É sempre dia de contá-lo, vive-lo."
Adoeço, meu amor, pra dividir com você o mesmo remédio!!!

Ellen disse...

Ow meu deus, que coisa mais rica... É sempre bom assistir o amor nascendo também... Sorte, sorte e sorte pra vocês!

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria
Isso pra mim é viver!

Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Vou usar uma frase do Ferreira Gullar, que me define: " A vida sopra dentro de mim pânica, como a chama de um maçarico, e pode subitamente cessar ".