domingo, 11 de outubro de 2009


Observava as estrelas. Pela janela da sala. Uma canção acordou sua alma. Fez chorar a alegria e sorrir a dor.
Fechava os olhos e não conseguia se imaginar longe dali.
Em algum lugar diferente da sua casa.
Das suas paredes verdes com letras lilás.
Sentia-se viva.
Também sentia saudade dele.
Do jeito embriagado. Da dor por não ser livre de alma.


O vento levou seu pensamento e trouxe os olhos dele.

Há algo nascendo em sua alma.
Quando pensa nele, nasce um sorriso no canto da boca.
Ele a faz sorrir.

Um comentário:

eddie disse...

Observava as estrelas, pela janela da alma. Alguém te fez sorrir hoje? =)

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria
Isso pra mim é viver!

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Vou usar uma frase do Ferreira Gullar, que me define: " A vida sopra dentro de mim pânica, como a chama de um maçarico, e pode subitamente cessar ".