domingo, 9 de maio de 2010

Carta ao adeus



Vivo me perguntando por que cargas d água eu gastei tanto tempo e energia com você e essa não é a pior parte pior, eu gastei sentimento, leia-se s e n t i R.
Mas precisamente 700 dias de pensamento, sentimento, gasto com ligações, mensagens, e-mails, caminhadas até a sua casa. Sim! Porque você nunca se dignificou a ir ao meu encontro. Não! Não estou sendo justa. Houve algumas vezes quem que você veio ao me encontro.
Tínhamos uma espécie de relacionamento aberto. Você chamava de caso, amizade, tesão. Mas eu sou mulher, preferia denominar de relação por mais louca que fosse.
Conversávamos muito, aliás, você falava sem parar, dava a impressão que eu era a única pessoa no mundo que lhe ouvia. Talvez fosse mesmo.
O sexo era ardente, selvagem, verbal também. Você falava que eu ia ser sua para sempre e outras besteiras que não vale a pena repetir.

Tantas tardes, onde eu olhava para o céu e via a tarde cair, não só sobre os meus olhos, mas dentro de mim.
Tudo estava desabando.
Comecei a te cobrar carinho, atenção, sobretudo amizade. Você não respondia aos meus pedidos. Não respondia os e-mails, mensagens e não era sempre que atendia minhas ligações.
Estava mais frio que de costume. Mas ainda assim nos encontramos algumas vezes e foi um tanto mecânico: beijo,tira roupa, sexo, beijo e tchau.
Aquilo estava me matando.
Cadê o carinho? O abraço? O saber como o outro estava...
Resolvi então me afastar.
Porém, eu estava experimentando aquela sensação que os dependentes químicos sentem, o vício, a abstinência. Estava dependente de você.
Senti falta física e emocional. Chorei, vomitei, tive insônia, febre, tristeza.
Pensei que meu coração ia ser sempre um quarto escuro.

Ufa! Eu passei dessa para uma MUITO melhor!
Aprendi tanto, mas não te agradeço, eu aprendi comigo mesma. Acreditei em mim e fui minha melhor amiga.
Você? O que é você? Quem é você?
Bom, descubra sozinho.
Um mês atrás, eu lhe vi, você mal me cumprimentou e não doeu, eu apensa pensei: Como é triste ser você.

E não há mágoas.

5 comentários:

eddie disse...

No fim restou apenas (res)sentimento...Triste fim para uma estória.

Naty Araújo disse...

Nooossa... esse foi profundo, heim?
E foi um dos melhores seus que já li.

O fim, às vezes, é preciso, pois nos trás um início muito melhor do que aquele que tivemos.
Já passei por isso e aprendi...
Ainda não tive um início feliz, mas logo, logo será minha vez.

Beijão, linda.

Bahh Grou. disse...

Que o melhor mesmo é podermos aprender sozinhos, mesmo precisando de uns empurões.
Beijos!

Lucas Tiago disse...

Que o seu dia de hoje seja bom.
Que seu arco-íris seja o mais colorido.
Que eu possa estar presente sempre da melhor maneira que eu puder, para poder fazer um sorriso no seu rosto se acender.

tagskie disse...

hi.. just dropping by here... have a nice day! http://kantahanan.blogspot.com/

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria
Isso pra mim é viver!

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Vou usar uma frase do Ferreira Gullar, que me define: " A vida sopra dentro de mim pânica, como a chama de um maçarico, e pode subitamente cessar ".