sábado, 22 de maio de 2010

...



CULTIVO O QUE SINTO
NADA FOI NEM SERÁ EM VÃO
DIGO, PROPONHO, NÃO MINTO
AINDA ESCULPO TEU CORPO COM A MÃO"
NÃO SOMOS MAIS IMPRESCINDÍVEIS
PERDEMOS O ENCANTO DO INÍCIO DA ESTRADA
AINDA NOS AMAMOS, APESAR DE NÃO CONVERSARMOS
NOSSO RELACIONAMENTO NOSSO PRIMEIRO CAMINHO
HOJE NOS ENGENDRAMOS EM ESTRADAS SINUOSAS E ANTAGÔNICAS
DEPARAMOS-NOS ÀS VEZES
E A PODRIDÃO DOS NOSSOS DIAS CASTRAM-NOS O SORRISO
VIRAMOS A CARA, VIRAMOS A PÁGINA
E PARTIMOS PRUM NOVO CASO DE AMOR
ÁVIDOS, DOCES, ABERTOS E IMPUNES
COM UMA BOA BAGAGEM E CHEIOS DE AMOR
CONSTATO QUE FOMOS VÁLIDOS
E NUM CANTO DE NOSSA ALMA CULTIVAMOS O RETROCESSO

Um comentário:

Bahh Grou. disse...

Porque a vida, apesar de tudo, sempre segue seu caminho e a gente leva e sempre vai levar o que achamos importante, mas só enquanto cultivarmos.
Beijos.

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria

Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria
Isso pra mim é viver!

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Vou usar uma frase do Ferreira Gullar, que me define: " A vida sopra dentro de mim pânica, como a chama de um maçarico, e pode subitamente cessar ".